segunda-feira, agosto 07, 2006

Sobre o Ubuntu acabar com a Red Hat

Depoimento de um usuário Ubuntu Dapper Drake (6.06 LTS)
Podia até sair como depoimento, naquela novela das 8...
Pessoal, esse é o primeiro post que escrevo, portanto, tentem fazer "vista-grossa" a qualquer falha que possa aparecer...
Gostaria de iniciar comentando sobre as notícias que vem aparecendo sobre o Ubuntu estar acabando com a Red Hat.
Dei uma passada de olhos no editorial da freesoftwaremagazine.com e concordo em partes com o que foi comentado lá ( http://www.freesoftwaremagazine.com/articles/editorial_13 ).
O Red Hat também foi uma das minhas primeiras distros, lá em 1997, quando começava a mecher com o tal Linix, ou era L-unix? Aaaaaah, era Linux, um sistema operacional feito por um estudante, que não tinha nada além de uma tela preta (o sistema...), tipo um Ms-DOS, feito meio que nas coxas... (haviam muitos "especialistas" na época, e a opinião deles era essa), bom, de qualquer forma, após ralar, apanhar, ler e reler muita documentação na net, consegui instalar o sistema (RH 2 ou 3, acho) num Compaq Presario CDS 524, 482 DX2 66 com 32 mb de ram, um quase-top-de-linha do meu pai, que ficou pau-da-vida, após eu mandar o Windows 3.1 dele pro ralo, pela décima primeira vez.
O tempo passou e continuei usando o Red Hat (inclusive, implementando nos meus clientes), e experimentando outras distros (obrigado VMware) foram Debian, Conetiva, slackware e uns outros, menos conhecidos... Quando saiu o Fedora Core, pra ser o lado free da RH, achei que era hora de procurar uma outra distro (nada contra Fedora, mas queria romper os laços com a RH, completamente... coisa de "marido traído" mesmo, pra não usar outro termo...) A Red Hat começou a cair pro lado "for corporations only", a SuSE e a francesa Mandrake (essa já quase quebrada, após pedir concordata) foram atrás, e eu quererendo usar um linux sem ter que "pagar" pra usar, atualizar... queria algo 100% free, tipo Debian, mas que fosse mais voltado pra usuário leigo, com desktop mais agradável de usar (ou seja, kde, última versão e com as "frescuras" setadas em nível máximo). Comecei a usar o tal do Ubuntu (de início, acho que como você pensou, isso lá é nome de Linux???) mas resolvi dar uma chance a esse linux Africano... Comecei com o Warty, depois o Hoary, Breezy... até chegar no Dapper (esse último, surpreendeu mesmo) Continuo usando o Ubuntu (Kubuntu, pra ser mais específico) e estou muito satisfeito com a distro, os clientes também, pois os servidores (geralmente Dell) que vendo e instalo o Dapper estão rodando belezinha...

Um comentário:

Diego Isaac disse...

É primão. E vamo pegar o certificado UBUNTU? É o caminho mesmo. Temos que pontuar para estreitarmos nosso relacionamento com a CANONICAL. Ótimo post, um histórico de boas distros.
Abraço!
Diego Isaac
diegoisaac.blogspot.com